Refluxo Gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é a volta do conteúdo do estômago para o esôfago.
Entre o esôfago e o estômago existe um tipo de músculo, chamado esfíncter, que deve permanecer fechado a maior parte do tempo, abrindo somente para a passagem dos alimentos, quando a gente engole. Algumas vezes o esfíncter se abre, independente das deglutições, e deixa passar conteúdo do estômago que volta para o esôfago. Isto é o “refluxo gastroesofágico”.

Como no estômago existe o ácido clorídrico, necessário para a digestão dos alimentos, o refluxo pode ser ácido. Esse ácido não deve permanecer no esôfago porque pode ocasionar lesões tanto no esôfago quanto nos outros órgãos que ficam acima do estômago e que não contêm ácido.

Todas as pessoas, adultos e crianças, apresentam um pouco de refluxo em certos momentos do dia, principalmente após as refeições. São períodos curtos, considerados normais.

Durante os primeiros meses de vida, os bebês comem com muita freqüência e por isso têm normalmente, mais refluxos. Afinal, eles estão quase sempre no período “após a refeição”.
Outro fator que provoca o refluxo nas criançaspequenas é que os mecanismos de proteçãocontra a presença do ácido no esôfago ainda estão imaturos. O refluxo pode ficar no esôfago, pode ir até a garganta ou sair pela boca. Neste caso, teremos o vômito ou a regurgitação. Conforme o esfíncter vai amadurecendo, o refluxo vai diminuindo.

É normal vomitar e regurgitar nos primeiros meses de vida, se a criança estiver ganhando peso adequadamente e que não tenha sintomas, tipo dor ou azia. Esses bebês são chamados “vomitadores felizes”, pois vomitam ou regurgitam e estão sempre bem, sem sintomas e crescendo normalmente.

Departamento de Gastropediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria

Sobre Dra Janaina Braun Torresani Eberhardt

Atua como Pediatra e Neonatologista atendendo no Centro Obstétrico do Hospital Santa Isabel, Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal do Hospital Santo Antônio e em Consultório de Pediatria Geral.
Esta entrada foi publicada em Blog. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>